30 maio 2011

Recadinho da Lílian

Querida Andrea, quero muito agradecer o carinho e a acolhida de todos vocês. Foram dois dias super legais e, em especial, a quarta feira, dia 25. Espero, sinceramente, não ter decepcionado nenhum de vocês. A viagem de ida e volta foi tranquila, na paz, a estadia agradável, até o trem é emocionante. Fiz fotos dele. E os papos foram tudo de bom. Por favor, se em algum momento eu não correspondi a expectativa, me desculpem. Quando deixei Cataguases, meu coração estava em paz e sorridente. Vou guardar para sempre a lembrança daqueles olhinhos brilhantes, daqueles sorrisos verdadeiros, daquele calor bem quentinho que só criança sabe externar. Agradeço a todos que participaram do projeto e se dedicaram por esse evento especial. A você, minha querida, todo o meu agradecimento e parabéns pelo projeto que você promove com o coração. Beijos, muitos. E, se precisar de mim, pode sempre contar. Só quanto a livros, por favor, nada policial. Beijos!






27 maio 2011

Encontramos a Lilian

Que alegria nos trouxe a Lilian! Inspiradas em suas histórias crianças da APAE, de escolas públicas e particulares de Cataguases e da zona rural de Itamarati de Minas cantaram, dançaram, fizeram e assistiram teatro. Divertida e sorridente encantou crianças e adultos em mais um encontro com o escritor no Instituto Francisca de Souza Peixoto.

Lilian e alguns outros mais chegaram às lágrimas com a voz da Simone, com a interpretação do Cacá, da Talita, da Roberta e da Poliana, com o violão do Nenego, com a cantoria dos pequenos tenores da E. E. Guido Marlière, com a criatividade do presente construído pelos alunos da E. M. Antônio Ribeiro Barroso, com as surpresas do Colégio de Aplicação das Faculdades Integradas de Cataguases, com a simplicidade das crianças de Itamarati, com os gritinhos de alegria quando se ganhava um livro, com a contação de história da professora Renata e seus alunos, com os delicados passos das bailarinas da Taimã, com a vibração da cidade amarela, com móbiles da Grazi e da Daise, com os rostinhos espantados dos que participaram do encontro pela primeira vez, com a desenvoltura dos que já conhecem e já escreveram com muitos escritores.

É muito bom fazer parte de uma equipe tão dedicada e que faz com que tudo aconteça tão lindamente. Um obrigada especial para aqueles que ficam nos bastidores e que não veem os aplausos que lhes são também de direito: Marcelo, Ivaldo, Valquíria, Maykon, Leo, Daniela, João, Dalmir, Sebastiãos, Zé de Barros, Eliane, Allan, Fernadinha, Oto, Hernani, Henrique, Juliano, Cristina, Camila, Jairo, Ciro, Solange, Elton, Pathê, Paulo e finalmente à Companhia Industrial Cataguases.


Andrea Toledo



18 maio 2011

16 maio 2011

Recadinho da Lilian

Meninos, já estou arrumando as malas. Estou quase aí, me aguardem. Vou chegar na terça, dia 24, por volta das duas da tarde. E aí a gente se vê. Beijos!!!!!



09 maio 2011

Lilian contou onde fica a Casa Amarela

Andrea, diga a esses meninos todos que eu amei os poemas.


Onde fica a Casa? Ela fica numa rua bonita, cheinha de árvores, onde passarinhos cantam. Mas ela não tem endereço fixo, porque ela está em todo lugar. É só deixar a imaginação voar e, de repente, você dobra uma esquina e ela está lá. Bem posta, sólida, portas abertas esperando você entrar. E você é, e será sempre, bem vindo. Basta chegar e se acomodar. Todo mundo tem a chave pra entrar. Ela é o aconchego. É aquele abraço apertado, grudado, guardado e tão aguardado. Andrea, por favor, diga a esses meninos todos que, depois de um dia longo de trabalho, cansada, quase sem forças, a minha noite será maravilhosa, com todos esses carinhos e esse interesse. E eu não vejo a hora de chegar aí e estar com todos vocês. Eu vou levar comigo a Casa junto com todo o pessoal que habita por lá e todos nós vamos dividir essa felicidade.


Beijos pra você e pra esses meninos todos. Já estou chegando, já, já.

É só um tempinho mais. Bjs.







Onde será?

Onde será que fica?
Essa casa tão falada
Essa casa tão bela
Essa tal Casa Amarela.

Vai ganhar um presentinho
Quem primeiro adivinhar
Onde fica essa casa
Como será esse lugar?

A grama parece um mato
Que cobre todo o jardim
A casa fica no campo
E é bela, bela ....
A tal Casa Amarela.


André - Profª Wilma
E.E Guido Marlière

02 maio 2011

O que tem no sótão?
No sótão da Casa Amarela
tem muita tralha velha,
o sótão é bem grande
e guarda coisas importantes.

O gatinho da Lilian é branco,
tem o nariz rosado
e dorme ao lado do criado.


A Casa Amarela
A Casa Amarela é grande
e tem uma telha bela,
a casa amarela fica
no Rio de Janeiro
perto do porto do cargueiro.

A chave fica com Rubião,
que pega todo dia,
o lixo que fica no porão.

Eduardo Guimarães Machado 5º ano
Profª Léa Guedes
E.E. Guido Marlière


O que tem no sótão?

No sótão fica um gatão
ou será um Rubião que toca violão?
Pode ser um espião,
um gato , um rato
ou será um cão com um bife na mão?
Será que é um amigão querendo um pastelão
Ou uma mulher com um galão na mão?
Pode ser um pião bem grandão.

Onde fica a Casa Amarela?

A Casa Amarela
Fica perto da Rua da Panela.
Entre a Rua da Canela
Pelo meio da Rua da Janela
Que fica perto da Rua Amarela.

Fica na Rua Aquarela
Ou dentro da Rua da Cartela?
Perto da Rua da Folia
ou fica na Rua da Alegria?

Juan Helpes Albano 5º ano
Profª Léa Guedes
E.E. Guido Marlière

A Casa Amarela

Onde fica a Casa Amarela?
Não sei, mas vou procurar.
Já sei como achar
procuro logo o mapa
para pesquisar.

Casa Amarela já achei,
só falta caminhar para achar.
Lilian me espera
pra tomar um chá.
Na verdade seus livros
quero conhecer e viajar
sem sair do lugar.


Débora Carneiro 5º ano
Profª Léa Guedes
E.E. Guido Marlière