Madu Costa

Encontro com Madu no Instituto Francisca de Souza Peixoto. Querida!











Madu Costa em Cordel


Seu nome é Maria do Carmo
Codinome Madu Costa.
Pedagoga e escritora
Esta é sua proposta
Oito títulos publicados
noutros tantos ela aposta.

Nascida em 53.
Irmãos ela tem é seis.
Três filhos e dois netos
muitos versos faz e fez.
É poeta. É cronista
Hoje conto pra vocês.

Ela escreve em jornal,
ela escreve em revista.
Faz palestra, conta história
Ela gosta e se arrisca.
Vive bem dentro da arte.
Ela tem alma de artista.

Madu viajou pra longe.
Ela esteve em Moçambique.
Encantou-se por Maputo,
capital de Moçambique.
Ela agora lá escreve
E Moçambique que publique.

Professora apaixonada
quarenta anos dedica
exercício educação
ainda hoje aplica
faz trabalho voluntário
Ela faz e dá a dica.

Deixo aqui esse recado
professor é grande artista
trabalho e dedicação
ao professor se aplica
Ser exemplo, dia a dia
só aumenta a alegria.

Foi bom me apresentar
mostrar um pouco de mim
continuo professora
É meu princípio e meu fim
Já estou aposentada
A alegria mora em mim.


Desafio


O tema proposto é: As águas vão rolar?
Até Quando? É para desafiar mesmo.
É para fazer a turma envolver-se com tema bem atual e real.
É para fundir a cuca e escrever uma história imaginária, a partir da provocação:
As Águas vão Rolar? Até Quando?
As águas vão rolar. Não deixe a água acabar... 

Que tal a personagem de sua história ser um pingo d'água.
Um pingo de suor, um pingo de chuva???
 Ou, quem sabe a personagem seja uma criança dessas bem rebeldes. É...
Dessas que não escutam conselhos, nem cumprem combinados e que anda gastando água a vontade. Até que um dia...
Ainda pode ser uma turma que resolve salvar uma nascente que existe bem aí na sua cidade. E então? Já pensou no seu escrito?
 Lembre-se de usar e abusar das rimas.
O texto vai ficar bem melódico.

Água é vida 
Água pura 
Água boa boa
Não dá pra usar atoa.





Um pingo sozinho
É somente um pinguinho
Um pingo junto com outros pingos
É uma chuva de respingos
e de pingo em pingo na bacia
é sinal de que a sede sacia

Cacati - PROLER



Nossas queridas amigas do PROLER de Cataguases, contando histórias da Madu no Centro de Convivência da Criança e do Adolescente em Cataguases.






Histórias do Centro de Convivência

Era uma vez um pingo d’água que um dia se apaixonou por uma gota d’água de uma outra torneira. Mas um dia, um menino levado deixou a torneira aberta e assim a gotinha sumiu pelo cano, então o pingo d’água ficou muito triste, mas se alegrou quando encontrou a gotinha numa poça d’água no fundo do quintal.
O pingo então escreveu uma carta para a gotinha dizendo que estava apaixonado por ela e os dois ficaram felizes para sempre.
João Vitor Caetano da Silva

             
        Certa vez um pingo d’água chegou até a uma escola e ficou observando como as crianças gastam água e disse: “Que desperdício por isso é que a água está acabando”.
Dizendo assim pensou: preciso fechar a torneira para evitar tanto desperdício, a água é muito importante para as pessoas, o que gastamos hoje vai nos faltar amanhã.
Os professores então se ajuntaram numa campanha alertando aos alunos e seus pais em maneiras de combater o desperdício, como armazenar a água da chuva, reutilizar a água que se lava a roupa para lavar o quintal. Assim o pingo d’água  se juntou a outros pingos e todos ficaram muito felizes.
Jhonatan Alves


Era uma vez um pingo d’água muito limpinho que saiu de uma torneira, der repente ele caiu no ralo e foi rolando, rolando, rolando, até cair no esgoto, então ele encontrou muita água suja e assim ficou muito triste e sujo também.
Ygor Henrique de Oliveira Gomes


A UNIÃO FAZ A FORÇA

Era uma vez um pingo d’água que vivia entro de uma caixa d’água com muitos outros pingos. Juntos eles formavam um lindo e refrescante monte de água.
Juntos eles podiam acabar com a sede, apagar os incêndios, escovar os dentes e fazer muitas outras coisas. Juntos eles se sentiam muito importantes. Até que um dia, alguém se esqueceu de fechar bem a torneira e os pingos foram caindo um por um em uma pia e o lindo e refrescante monte de água foi secando.
Os pingos que caiam sozinhos na pia não serviam para refrescar ninguém, nem para apagar incêndio e nem para escovar os dentes, nem pra nada, eles só serviam para aumentar a conta da água e acabar com a água do planeta.
Os pingos que caiam sozinhos na pia, não se sentiam importantes mais, porque não podiam fazer nada sozinhos eles iam direto para o esgoto da cidade.
Até que um dia, uma criança viu o desperdício de água e fechou a torneira bem fechada, então os pingos foram se juntando num lindo e refrescante monte d’água, o desperdício se acabando e juntos os pingos poderiam fazer muitas coisas importantes.
Eles ficaram muito felizes e entenderam que sozinhos não podem fazer nada, mas juntos são muito importantes.
Jhonatan Alve, Weverthon, Matheus e Marcelo 


 Era uma vez um pingo d’água... ele era legal, mas um dia ele resolveu ir para outro lugar. Pelo caminho ele encontrou com um outro pingo que estava muito triste pois tinha perdido seu irmão. Então um pingo perguntou ao outro o que tinha acontecido. Ele então contou a sua história e de como havia perdido seu irmão. É que um menino abriu uma torneira, pegou uma caneca, encheu de água e bebeu, bebeu o seu irmão.
Mas o pingo lhe disse pra ele não ficar triste, porque matar a sede de alguém é algo muito bom e que seu irmão estava fazendo uma boa ação. Assim o pinguinho triste ficou feliz e todos os seus irmãos mataram a sede de muita gente.
Bruno Teixeira

Era uma vez dois pingos d’água, um feliz e um triste. Um era tratado com carinho, ficava em um lugar fresquinho e limpo, o outro era desperdiçado ficavam em um lugar sujo de esgoto e que sua nascente estava quase secando.
O pingo feliz começou a ficar triste também ao ver tudo aquilo acontecendo e saber que era obra do ser humano. Então resolveram fazer uma coisa, saíram fechando todas as torneiras que encontravam pingando, depois limparam as margens das nascentes. Com o tempo tudo foi voltando ao normal e todos ficaram alegres novamente.
Ronye


Recadinhos para os alunos da Escola Municipal Monsenhor Solindo:
Olá queridos leitores. Obrigada pelo carinho dos recados enviados.
Que bom que vocês gostaram de Luan com seus lápis animados. O cuidado com a natureza. 
A contradição percebida por Luan ao constatar que os lápis e o papel são feitos de madeira.
E os lápis se juntando para protestar, cantar e rir bastante. A imaginação solta na história. 
E vocês curtindo, me fazem querer mais e mais, criar histórias cheias de imaginação.
Zumbi dos Palmares em Cordel. A história do nosso herói negro do maior quilombo de resistência contra a escravização. É história oficial contada através do cordel.
Que lindo! Que bom que vocês apreciaram esse meu jeito de apresentar a biografia de Zumbi.
Estaremos juntos nos dias 29 e 30 de junho. Terei prazer em bater papo com vocês.
Um grande abraço da Madu Costa.
Até já.
Meus queridos escritores do Centro de Convivência.
Estou encantada com os textos escritos por vocês.
Quanta poesia. Quanta imaginação pingou e mais pingou. Transformou-se em uma enorme cachoeira de ótimas histórias. 
Parabéns: João Vitor Caetano da Silva. Parabéns, Jhonatan Alves. Parabéns,Ygor Henrique de Oliveira Gomes. Parabéns,Weverthon, Matheus e Marcelo/ A união faz a força. Parabéns Bruno Teixeira. Parabéns Ronye com seus Dois Pingos.
Façam um livro com suas histórias. Elas merecem esse lugar. Continuem lendo muito. Escrevam. Divirtam-se com as letras, com as histórias. Ponham a imaginação pra funcionar. É uma alegria sem fim. Estaremos juntos nos dias 29 e 30 de junho. Vamos nos divertir bastante. 
Um abração da Madu costa.


37 comentários:

Julia de Jaseus Chagas - Centro de Convivência disse...

A parte que eu mais gostei do livro "Lápis de cor" foi o final, porque ele plantou sementes pra fazer mudas.

Pâmela Leazzi Gomes - Centro de Convivência disse...

Luan era um menino legal que gostava de desenhar, ele até imaginou que seus lápis de cor tinham vida.

Gabriel da Silva - Centro de Convivência disse...

Eu também gosto de desenhar árvores lindas como as do livro.

Alunos do Centro de Convivência disse...

Madu, nós adoramos suas histórias, um abraço e um beijo dos alunos do Centro de Convivência.

Ronald Gonçalves disse...

Madu Costa eu sei que você é uma grande escritora,seus livros nos encanta perfeitamente.

Rian disse...

Madu queremos muito de conhecer, gostamos muito de seus livros e também queremos participar desse
trabalho e te conhecer.

Bruno e João Vitor disse...

OI
Achamos a ilustração do seu livro legal,queremos muito participar desse encontro

Júlia de Jesus Chagas - Centro de Convivência disse...

Eu gostei do livro "Lápis de cor" porque no final ele plantou as sementes para fazer mudas.

Pâmela Leazzi Gomes - Centro de Conviência disse...

A parte que eu mais gostei foi quando os lápis começaram a ter vida

Gabriel da Silva - Centro de Convivência disse...

Madu eu sou como o Luan, adoro desenhar árvores.

Gabriela e Thamires disse...

Oi Madu
Gostamos muito do seu livro: Meninas Negras.
Os desenhos são muito criativos e nós gostamos muito de desenhar ondas.
4º ano
Escola Municipal Monsenhor Solindo

Nicolas e Kauã disse...

Madu Costa
Queremos muito te conhecer.
A senhora deve ser muito gente boa e seus livros são muito bons.
O mais legal é o das Meninas Negras.
No Lápis de Cor, a parte mais legal foi quando os lápis começaram a ter vida.

Escola Municipal Monsenhor Solindo.
serie 4º ano
Tia Luzia

Daniel e Israel disse...

Oi Madu Costa, lemos os seus livros e são muito legais.
Estamos querendo te conhecer; nós gostamos do livro Lápis de Cor e até ilustramos os desenhos dos livros;
beijos e abraços;
Que dia você pode vir aqui no Instituto?
Quando você chegar aqui você pode dar um beijo em cada aluno?
Escola Municipal Monsenhor Solindo
4º ano
Tia Luzia

Gabriel Andrade disse...

Madu Costa
Eu quero muito te conhecer.
Você deve ser muito legal e eu gosto dos seus livros.
Eu gosto mais do Lápis de cor

Meu nome é Gabriel Andrade
4º ano
Escola Municipal Monsenhor Solindo

Raissa e Ana Luíza disse...

Madu Costa:

Nós gostamos do seu livro Koumba e o Tambor de Diambê.
Somos alunas do quarto ano.
Estudamos na Escola Monsenhor Solindo em Cataguases-MG.
Estamos ansiosas para te conhecer. Beijos.

Ernesto e Diego disse...

NÓS GOSTAMOS MUITO DO SEUS LIVROS.
SEUS LIVROS SÃO MUITO LEGAIS.
NÓS QUEREMOS TE CONHECER. QUEREMOS QUE VOCÊ VENHA VISITAR O INSTITUTO PARA TE DAR UM GRANDE ABRAÇO BEM APERTADO.
TE AMAMOS.

Escola Municipal Mosenhor Solindo.
4° ano
beijos beijinhos e beijocas.

Pedro Henrique e Vitor Silva disse...

Madu,

A gente ama o seu livro.
Queremos te conhecer e ter o seu livro de presente.
Vem nos visitar logo porque nós amamos você. Queria te abraça.

Pedro Henrique e Vitor Silva
beijos,beijocas
E. M. Monsenor Solindo.
4º ano.

Pedro Henrique e Vitor Silva disse...

Madu,

A gente ama o seu livro.
Queremos te conhecer e ter o seu livro de presente.
Vem nos visitar logo porque nós amamos você. Queria te abraça.

Pedro Henrique e Vitor Silva
beijos,beijocas
E. M. Monsenor Solindo.
4º ano.

Lorenza e Ana Vitória disse...

Oi Madu.
Nós gostamos de todos os seus livros.
Estamos ansiosas para te conhecer. O livro que mais gostamos foi Lápis de cor...
Beijos e um abraço.
Escola Municipal Monsenhor Solindo 4 ano.
Professora: Luzia.

Vitória e Gabriella disse...

Oi Madu Costa. Eu fico muito feliz com seus livros.
Se todos pensassem como você não teríamos preconceito.
Somos alunas do quarto ano, estudamos na escola Monsenhor Solindo em Cataguases e minha professora se chama Luzia.
Estamos ansiosas para te conhecer. Beijos.



Lívia disse...

Eu sou a Lívia. Adorei o seu livro. Estou ansiosa para te conhecer. Quando vem nos visitar? Sou aluna do quarto ano e estudo na Escola Monsenhor Solindo em Cataguases MG. Um abraço.

Rafael e Felipe disse...

Oi Madu. Nós gostamos muito dos seus livros. Somos alunos do quarto ano. Fizemos um desenho bem bacana do seu livro Lápis de Cor. Minha professora que se chama Luzia fez um mural com todos os desenhos da turma. Estudamos na escola Monsenhor Solindo em Cataguases. Aguardamos sua visita. Beijos. Rafael e Felipe.

Cassiano disse...

Madu Costa, adorei os seus livros eu conheci 2 livros seus.
O livro que eu mais gostei foi o Zumbi dos Palmares.

Eu estudo na Escola Municipal Monsenhor Solindo.

Cassiano da Slva Ramos Fialho
5° Ano
Professora Ângela

Samuel disse...

Querida Madu Costa
seu livro é muito bom bom bom demais! Principalmente o Zumbi dos Palmares.
Eu queria ler mais livros.

beijo...
Estudo na Escola Municipal Monsenhor Solindo
Samuel Megre Vieira
5º ano
Professora Ângela

Stephane disse...

Querida Madu Costa, eu sempre quis te conhecer.
Ouvi muito falar de você e ouvi coisas boas.
Sinto que você é muito boa.
Você deve pensar que essa mensagem é simples, mas ela significa muito para mim.
Quando eu crescer quero ser igual a você...
Eu estudo na Escola Municipal Monsenhor Solindo, tenho 11 anos e quero muito te conhecer e o meu nome é Stephane Yaritiza Marques Domingos. Espero que goste da minha mensagem.

prof: Ângela
ano: 5°

MARIA JÚLIA disse...

Madu,
Os seus livros são demais. Eu não vi o lápis de cor mais sei que deve ser muito legal.

BEIJOS E TIAL TIAL

DATA: 03/06/2015

PROFESSORA ÂNGELA
ESCOLA MUNICIPAL MONSENHOR SOLINDO.

ALUNA: MARIA JÚLIA DE SOUZA
DATA/03/06/2015

KAYLAINE disse...

MADU COSTA, VOCÊ É AMIGA, ESPECIAL, IMPORTANTE. UMA PESSOA ENCANTADORA E AINDA ESCRITORA DE LIVROS SUPER LEGAIS E INTERESSANTES, COLORIDOS CHEIOS DE VIDAS.
EU QUERIA TE DIZER QUE VOCÊ É MUITO QUERIDA, TALENTOSA E IMAGINADORA E HOJE EU ESTOU ESCREVENDO ESTA CARTA COM AMOR E CARINHO DE TODO CORAÇÃO.
UM GRANDE BEIJO!


PROFESSORA: ÂNGELA SIMÕES
ESCOLA: MUNICIPAL MONSENHOR SOLINDO
NOME: KAYLAINE
5º ANO

MARIA EDUARDA disse...

MADU COSTA.

Os seus livros são interessantes e eu gostei de todos eles.
Principalmente o do Lápis de cor e o do Zumbi dos Palmares.
São muito legais, coloridos e divertidos. Eu gostaria de ler mais livros seus.
Eu li alguns na internet, por que eu fiquei muito curiosa. Com muito amor MARIA EDUARDA.

E. M. Monsenhor Solindo
Prof. Ângela
5º ano

Isabella Alves disse...

Madu Costa,
Os seus livros são ótimos, como Zumbi dos Palmares e o Lápis de Cor.
Queria conhecer mais sobre eles.
Devem ser muito bons. Sou da Escola Municipal Monsenhor Solindo, aluna do quinto ano. Meu nome é Isabella Alves Teixeira.
professora Ângela Lúcia.

Ester disse...

Madu Costa, os seus livros que eu já li são uma maravilha.
Quando li seu livro Lápis de Cor, entrei no mundo imaginário.
Foi muito legal. O Zumbi dos Palmares foi muito bom.
Prestei atenção em cada pedacinho e adorei todos dois livros.
Espero ver mais histórias e embelezar mais ainda minha imaginação.

Beijos de Ester para MADU COSTA

Marcelo disse...

Querida Madu Costa,

Me chamo Marcelo e estudo na Escola Municipal Monsenhor Solindo onde gosto muito. Tenho muita vontade de conhece-lá.Gostei muito de seu livro Zumbi dos Palmares.


Um grande beijo

Marcelo

Thalita de Amorim Ricardo disse...

Querida Madu Costa,
seus livros são muito legais.
E gostei muito dos seus livros .Parabéns pelo os livros.Gostei muito do livro do Zumbi dos Palmares.Parabéns pelo trabalho.
SOU a Thalita de Amorim Ricardo.
Estudo na Escola Municipal Monsenhor Solindo

LARISSA ALMEIDA disse...

PARABÉNS MADU COSTA.
- QUE SEUS LIVROS SEJAM MOTIVOS DE INSPIRAÇÃO PARA QUE SURJAM NOVOS ESCRITORES.
LARISSA ALMEIDA

Núbia disse...


Madu Costa

Adorei seus livros. Quando li seu livro Lápis de Cor, fui nas nuvens
imaginárias. Foi muito bom, eu adorei seus livros. Espero ver mais novidades
e claro vou ler todos seus livros. Você é uma grande artista e espero que você seja muito famosa.

beijos e um abraço de Núbia para Madu Costa

Anônimo disse...

MADU COSTA
ADOREI SEUS LIVROS SÃO MUITOS LEGAIS VIAJEI NAS NUVENS QUERIA CONHECER MAIS SOBRE ELES
SOU ISABELLA ALVES TEIXEIRA
ESTUDO NA ESCOLA MUNICIPAL Monsenhor Solindo
BEIJOS QUE DEUS TE ABENÇOE

ISABELLA disse...

MADU COSTA;
ADOREI SEUS LIVROS, SÃO MUITOS LEGAIS VIAJEI NAS NUVENS.
QUERIA CONHECER MAIS SOBRE ELES.
ESTUDO NA ESCOLA MUNICIPAL Monsenhor Solindo.
SOU ISABELLA ALVES TEIXEIRA.

Alunos Prof Filomena disse...

Madu,

Saiba que todos nós estamos lhe aguardando de braços abertos, com o mesmo carinho com que sempre acolhemos suas histórias.
E, da mesma forma como suas histórias nos alegra, sua presença será uma alegria para nós. Obrigado por vir nos visitar.

Escola Municipal Monsenhor Solindo
Prof. Maria Filomena