Cláudio Martins

 Um pouquinho do encontro de Cláudio Martins e a E. M. Flávia Dutra. Muito Amor!









Cláudio Martins



Estudei Desenho Industrial e durante muitos anos trabalhei em projetos de Tecnologia, Meio Ambiente, Cultura, além de rodar por jornais e revistas.
Mas o mundo dos adultos é muito sem graça, imaginação, sem fantasia.
Um dia resolvi cair de sola, de cara e coração na Literatura Infantil.
Desenhei uma porção de histórias, uma montoeira de personagens, tudo o mais alegre e divertido que pude.
Ganhei prêmios internacionais e nacionais, o que me divertiu mais ainda.

Ser criança é muito mais que um estado de espírito, é um estado de inteligência.

Cláudio Martins



Desafio

De onde vem o Desenho?
Da ponta do lápis?
Da dança da mão?
Do que o olho conta?
Ou do que conta a imaginação?

E a Palavra, de onde vem?
Da ponta da língua?
Da aula na escola?
De uma saudade?
Da felicidade?
Ou da sua cachola?

A gente desenha a Palavra?
O Desenho é Palavra muda?
Existe Desenho gago?
Tem borracha pra Palavra falada?

E você?
Não tem nada para fazer
Em vez de ler esta embolada? 









Apresentação do aluno Ewerton Barbosa Freitas Mendes da E. M Flávia Dutra Dutra.
Ewerton é deficiente auditivo e contou a história usando libras sendo acompanhado 
pela dedicada professora Leleia Barbosa.
As crianças adoraram a experiência e nosso amiguinho brilhou apresentado o livro 
"O PRESENTE" de CLÁUDIO MARTINS.



 É lendo essa embolada
Que começo a entender
Escrevendo com desenhos
Ou desenhando com palavras
Tudo isso misturado
E tudo bem temperado
É que alimenta a alma criativa
De um artista apaixonado

Cacati - PROLER


Olá, meus amorecos! Um abraço apertado para todos!

Cláudio 





E começaram as emboladas...
4º ano – Professora Eliane Pessôa
E.M. Flavia Dutra 

De palavra em palavra,
de desenho em desenho,
Vamos seguido viagem,
Para onde podemos ir?
Onde podemos chegar?
Por onde o lápis passar,
Pra onde a imaginação levar,
E a língua sempre a contar
Nova história que assim,
Se embola uma nas outras
E a viagem.não tem mais fim




As emboladas agora vieram dos alunos da profª. Lucianaa Carvalho da E. M. Flávia Dutra


A arte está no verso escrito
de nossa imaginação
que vem do coração!
A palavra vem da felicidade
do riso de um bebê
e se eu pudesse
eu lia mais de mil livros
só pra você
(Emilly Nicolau Dias Vitorino - 10 anos)

Palavra a gente tira da cabeça
sem palavra não tem como ter história
acho que é assim
que os outros fazem as histórias
os autores tiram a arte de escrever
de sua imaginação
eu quando escrevo]
tiro da imaginação
ou às vezes da ilustração.
(Bruna Ramos de Oliveira - 9 anos)

A palavra vem da memória
é ela que faz a gente lembrar,
escrever, pensar e ler.
Eu gosto de escrever
Erro algumas palavras
mas mesmo assim
penso e escrevo.
(Sarah de Souza Gomes - 10 anos)

Para mim o escritor retira
as ideias de um lugar
que ele não pode contar
Ele lê e escreve de tudo
aquilo que ele vê
tem que ser bom de leitura,
tem que ser bom em produzir textos 
e também em desenhar.
(Paola Annie Batista dos Santos - 9 anos)

Como é bom escrever!
Aprendemos a ler
Podemos brincar com as poesias
E formando palavras aprender
Aprender é muito bom
Aprendendo a ler e a escrever
Podemos ajudar alguém a também ler
Que é mais divertido ainda
Mostra que você tem capacidade e saber
Então, gostou desta poesia?
Então,crie outra você!
Com muito riso e alegria.
(Vanessa Aparecida Fonseca - 9 anos)

Para mim a palavra sai da ponta
do lápis e o desenho da cabeça.
Uma poesia vem de cores, coisas
e muitos amores
Ela é criada na imaginação
e tem que ter alegria,beleza e paixão.
Uma poesia deve ter sentimento
rimas,felicidade,amizade,alegria
e também divertimento.
A poesia infantil tem bichos,
letras, números e cores
feitas pelos ilustradores.
(Maria Júlia Tavares Zam - 9 anos)


" Imagino o quão difícil deve ser
ser escritor e ilustrador
é muito divertido
saber ler,desenhar e escrever!"
(Maria Rita de Oliveira Lima - 9 anos)


Cláudio, o que nos diz destes ilustradores?






Alunos da profª Luciana Carvalho da E. M. Flávia Dutra


 Alunos da profª Flávia Carias da E. M. Flávia Dutra conhecendo Cláudio Martins








  

Da ponta da língua, para a ponta do lápis
Meu desenho faz tudo ficar bonito, alegre, divertido
Com o teclado faço o texto.
Depois, é só o arremate, para deixar tudo pronto.
Aí é só contar a história que foi criada.
Ela voa com asas leves, para onde a imaginação não tem fim.

(Alunos do 4ª ano - prof. Eliane Escola Flávia Dutra)




Cláudio!



Este trabalho foi feito a partir do livro “Abaixo a Ditadura”.



A professora Eliane Pessôa contou que já havia contado a história e mesmo as crianças não entendendo muito sobre a ditadura, acharam bem engraçado.

Ela explicou para eles em outro dia sobre o que foi a Ditadura Militar no Brasil, levou fotos, notícias etc.

Depois, contou novamente a história e eles puderam ouvi-la agora com um pouco mais de entendimento sobre o assunto.



Foi uma aula bem interessante.

Nas fotos as crianças estão fazendo cartazes sobre a ditadura Militar colocando seus protestos.



Bem legal, né!








 

4 comentários:

Eliane Pessoa disse...

Recadinho dos meus alunos:
Alô Cládio Martins, somos da Escola Flávia Dutra. Estamos no 4º ano da professora Eliane Pessoa. Adoramos seus livros. Hoje nossa professora fez uma Hora da Leitura só com seus livros. Adoramos ler e estamos contando os dias para conhecermos vc pessoalmente. Nossa professora tem contado suas histórias pra gente,é cada uma mais legal. Um abraço e até lá.

Cláudio Martins disse...

Olá, meus amorecos! Um abraço apertado para todos!
Cláudio

Eliane Pessoa disse...

Cláudio Martins estamos ansiosos por te conhecer pessoalmente. Estamos pensando na embolada pra te desafiar, Você é bom em escrita e nós adoramos ler suas histórias.

4º ano - Prof. Eliane
E.M. Flávia Dutra

Luciana Carvalho disse...

Olá Cláudio,somos alunos da Tia Luciana Carvalho ,do 4º ANO E da ESCOLA MUNICIPAL FLÁVIA DUTRA.Estamos conhecendo e amando suas obras e queremos registrar nossas respostas ao seu Desafio.Bjs querido Cláudio!!!