Renatta Barbosa




Meu nome é Renatta Barbosa, Renatta com 2 ts! Quando eu era criança, aqui em Cataguases, eu gostava muito de escrever histórias e desenhar. Gostava tanto, mas tanto, que faço isso até hoje, cheguei a publicar dois livros! Estudei bastante, brinquei e trabalhei com coisas muito legais! O que eu mais gosto de ler são as histórias em quadrinhos! Sou professora há muitos anos e me divirto com meus alunos, já fizemos até filmes!  Amo muito o que faço e sou muito feliz!!

Desafio de escrita



Atenção nesta história:

Policarpo era um homem que tinha o olho maior que a barriga e por isso ele comia muito, toda hora. Um dia ele comeu tanto, mas tanto que resolveu tirar um cochilo na floresta que ficava perto da sua casa. Levou sua rede e entrou na mata, escolheu duas árvores, a pendurou e dormiu... Quando ele acordou já era noite e o caminho estava escuro, Policarpo ficou com tanto medo que escolheu a árvore mais alta para se esconder dos perigos e passar a noite. Quando deu meia noite em ponto, a floresta começou a fazer barulhos e apareceram várias almas penadas andando que diziam “Eu to perdida... Eu to perdida...”. Policarpo ficou com muito medo, e todas elas se reuniram na copa da árvore onde Policarpo estava. Conversando, elas falaram que enterram tesouro embaixo daquela árvore e que se alguém descobrisse, estaria perdido... Quando as almas penadas foram embora, Policarpo desceu da árvore e começou a cavar, logo ele achou um diamante enorme, o escondeu em sua bolsa e seguiu pela floresta para voltar pra casa. Mas ele estava perdido e com fome, foi quando avistou uma velha casinha lá no alto da mata.  Ele se aproximou, bateu na porta... E o que ele encontrou???
Este é o desafio. O que acontece com Policarpo? O comilão descobriu o segredo das almas penadas na floresta? Crie o final da história e não se esqueça de ser criativo e fugir do óbvio!

Beijos da Renatta



Atenção crianças! Recadinho da Renatta


Olá, pessoal,

Vocês são muito inteligentes e criativos os finais que vocês criaram para o desafio do Policarpo ficaram muuuuuuuuito interessantes! Amei todos!!!
Estou muito feliz com tudo que estou acompanhando! Quero muito conhecer vocês, conversar, contar histórias e criar novas histórias também!
Estarei cheia de surpresas!!
Um grande beijo,
Renatta Barbosa (Renatta com 2 Ts)


 E. M. Professora Darcília Guimarães - Cataguases
1º ano – Professora Mônica


... Ele se aproximou bateu na porta... E o que encontrou??? O comilão descobriu o segredo das almas penadas n a floresta????


            ...Ele entrou na casa, adormeceu, quando acordou deu de cara com uma velha que falou que estava frito, pois tinha pegado o diamante das almas penadas.
Policarpo pegou o diamante, correu e enterrou novamente perto da árvore. Quando olhou para trás viu as almas penadas que disseram que se ele falasse sobre o diamante nunca mais veria sua família.
            Policarpo correu, correu e nunca mais olhou pra trás.

2º ano – Professora Sandra Helena

            ...Policarpo encontrou um portal para outra dimensão paralela ao nosso mundo.
            Abriu o portal, viu uma luz muito forte e quando seus olhos acostumaram com ela, viu um mundo totalmente feito de comida!
            Ele viu então um rio de chocolate, uma árvore de Xis-tudo, a grama era de coco ralado misturado com pó de suco de limão, as nuvens eram de algodão doce e as ruas de pé-de-moleque.
            Ele ficou com os olhos arregalados. Correu para a árvore de Xis-tudo e quando ia pegar um para comer, apareceu um mágico com uma varinha feita de queijo com um morango na ponta.
            O mágico olhou sério para Policarpo e disse:
            - Você só vai poder morar aqui se me der algo muito valioso!
            Policarpo olhou para o mágico, olhou para a bolsa onde estava o diamante, afinal viveria ali naquele lugar maravilhoso por toda a sua vida.
            Pegou o diamante para entregar para o mágico e então surgiram várias almas penadas que disseram:
            - Nós queremos nosso diamante! E junto vamos levar também quem o pegou!
            Policarpo rapidinho jogou o diamante nas mãos de uma das almas penadas, pulou no rio de chocolate, a correnteza o levou e ele nunca mais foi visto.


3º ano – Professora Gilmara

            ...Com o diamante no bornal ele começou a andar, andar na floresta e avistou uma casinha.
            Esta casa era das almas penadas. Ao entrar, encontrou na mesa um prato com alguma coisa dentro e ouviu vozes... estavam falando que haviam pegado o tesouro escondido.
            Policarpo com muito medo, acabou deixando o tesouro para trás, foi embora, viu que era melhor comer, dormir e sonhar, do que realmente mexer nas coisas que não nos pertencem.


4º ano – Professora Milena

            ... Uma linda moça abriu a porta da casinha. Policarpo a cumprimentou e pediu um copo de água. A moça o convidou a entrar e perguntou o que era aquele pacote que trazia embaixo do braço. Confiando em sua nova amiga, Policarpo contou-lhe toda a história das almas penadas, na esperança de juntos encontrarem uma solução, pois, assim que a noite chegasse, as almas certamente viriam atrás dele e do tesouro. A Moça então propôs que fizessem uma reza bem forte para que as almas se libertassem, parti assim para o mundo dos mortos. Então, antes que anoitecesse, os dois correram até a vendinha mais próxima e compraram muitas velas. Acenderam e fizeram orações para libertação das almas penadas presas nesse mundo.
            Quando a noite caiu, com fé e coragem, caminharam até a árvore onde Policarpo achou o diamante e esperaram. A meia noite em ponto viram surgir do alto um grande feixe de luz, por onde as almas, saindo de dentro da terra, subiram voando em direção aos céus.
            Aliviados por terem escapado do castigo e libertado as almas penadas desse mundo, Policarpo e a moça bonita voltaram pra casa. Decidiram pensar e resolver juntos o que fariam com aquele tesouro. Mas antes, Policarpo preparou um belo jantar, porque, afinal das contas suas melhores ideias surgiam depois de uma gostosa refeição.


5º ano – Professora Wânia

... Encontrou comida, água e os fantasmas. Combinou que trocaria o tesouro pela água, comida e que eles ajudassem a encontrar a casa. Ele pegou a comida e a água e saiu correndo.
            Como os fantasmas não podiam sair durante o dia, eles sumiram.
            Policarpo correu para a casa da mãe dele. Chegando lá bufando e cansado, estava com muita fome, comeu tudo e dormiu
            No outro dia ele acordou na casa de sua mãe. Bateram na porta, ele abriu, apareceu sua mãe com o tesouro.










Renatta, venha contar o final!!!!!!


Adoramos o livro

 

  Desafio de aceito





Escola Municipal Antonio Marques- Carangola.
Professora: Deunice - Manhã



... quando ele bateu na porta as almas penadas abriram a porta e ele não sabia que elas moravam lá dentro então ele ficou com as pernas tremendo e o coração batendo rápido com uma estrela cadente, então ele correu, correu, correu, sem olhar para trás com o diamente nas mãos, então as almas penadas correram atrás dele, depois de correr ele achou uma cabana muito bonita no final da floresta e entrou nela, não havia ninguém dentro da cabana. Depois de perceber que as almas penadas tinham ido embora, saiu com o diamante e ficou rico, depois nunca mais voltou a floresta.


ESCOLA MUNICIPAL PROFª WANDA MARIA MOTTA MACEDO
Professor: Silvio Santos


                Ele se aproximou, bateu na porta e quando entrou pela casa: Caveiras, bichos peçonhentos... Aquela casa era mal assombrada. Policarpo sentou seu corpo arrepiar, mas como estava com fome e frio descidiu ficar.
A senhora arrumou a cama para ele dormir, e ele deixou a bolsa ao lado da cama e dormiu. Mal sabia ele que naquela casa tinham muitas almas penadas.
Quando chegou a madrugada, as almas penadas se reuniram no quarto para pegar o diamante dentro da bolsa, foi ai, que começou uma briga danada entre as almas penadas. Diante a confusão, Policarpo acordou e fugiu carregando o bendito diamante e as almas penadas não perceberam, mas, a pior alma penada do grupo que lhe disse: “ Devolve o nosso diamante ou te perturbaremos para o resto da vida”.
Policarpo então feliz sua escolha definitiva, decidiu que iria virar alma penada só por causa do diamante,
E assim, ele começou a vagar pelo mundo e assombrar as pessoas e esconder muitos diamante.




Escola Municipal “São José do Barroso” - Carangola

Encontrou as almas penadas dizendo: “Hoje a gente vai lá para olhar se alguém roubou o nosso tesouro”
Mas ele não correu pois estava com muita fome, então ele acabou adormecendo, nisso as almas penadas descobriram o que ele havia feito.
Ele saiu desesperadamente e as almas penadas foram atrás dele dizendo : “ O diamante está com ele”. Então teve uma ideia, se vestiu de velhinha e saiu da casa.
No caminho encontrou um moço e perguntou se sabia como sair da floresta, porém o home não sabia e contou que estava indo devolver um diamante que tinha roubado, então Policarpo falou que ele também tinha roubado um diamante. O homem disse que não foi feliz depois de roubar, então os dois seguiram juntos até a árvore e devolveram o diamante .
Eles foram e colocaram lá os dois diamante, no mesmo tempo descobriram como sair da floresta.

36 comentários:

Unknown disse...

Oi Renatta,estou participando do desafio e estou gostando muito. Estou ansiosa em conhecê-la. Bjs Ainoã

Unknown disse...

Oi Renata Barbosa meu nome e Vitoria estudo na escola municipal Juca Salomé estou ansiosa para te conhecer melhor beijos tchau

Unknown disse...

Ela te respondeu

Unknown disse...

Renata eu amei conhecer o seu livro da cidade do casamento e o blog também é muito legal eu vou me inscrever e também quando você vir aqui em Minas vou estar te esperando tchau

Unknown disse...

Renata eu amei conhecer o seu livro da cidade do casamento e o blog também é muito legal eu vou me inscrever e também quando você vir aqui em Minas vou estar te esperando tchau

Vanilse Santos disse...

Oi Renatta!!Sou professora da E. M."Rotary" de Leopoldina. Hoje começamos nossa oficina Escrevendo com o Escritor com a Natália.Foi muito legal..Recadinho para você.
" Tia, já estou doida pra conhecer a Renatta! (Andrelyse)

Natália Ferreira disse...

Boa tarde, Renatta Barbosa! Sou Natália Ferreira, voluntária no Escrevendo com o Escritor na Escola Municipal Rotary em Leopoldina MG, as crianças estão ansiosas para conhecer a Renatta com 2 t's.Assim como elas estou muito feliz por partilhar da sua história.

cacati disse...

Obrigada pela gentileza de ter mandado pra gente essa história tão legal e a possibilidade de fazer um outro final pra história do Policarpo.
Rayara - 4º ano da professora Milena Duarte da E. M. Professora Darcília Guimarães - Cataguases

A história do Policarpo é legal porque tem aventura.
Tiago - 4º ano da professora Milena Duarte da E. M. Professora Darcília Guimarães - Cataguases

No dia que você vier aqui na nossa escola, você pode contar outra história?
Rayara - 4º ano da professora Milena Duarte da E. M. Professora Darcília Guimarães - Cataguases

Gostamos muito das duas histórias e estamos muito ansiosos para conhecer você e curiosos para saber o final da história do Policarpo.
Miriam Maria - 5º ano da professora Wânia Resende Romanhol da E. M. Professora Darcília Guimarães - Cataguases

Eu gostei do livro porque ele traz paixão.
Marcos Emanoel - 5º ano da professora Wânia Resende Romanhol da E. M. Professora Darcília Guimarães – Cataguases
Renatta, um dia quero ser escritora legal como você!
Evellin - 5º ano da professora Wânia Resende Romanhol da E. M. Professora Darcília Guimarães - Cataguases

cacati disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
cacati disse...

"O livro é tão bom que estou trabalhando uma sequência didática através dele. Já trabalhei Língua Portuguesa, Matemática, Geometria, Artes, História e Geografia. Fiz gráfico populacional, desenho da Mona Lisa, receitas, meios de transportes e de comunicação, valores ...
Professora: Sandra Helena Tertuliano - E. M. Professora Darcília Guimarães - Cataguases

cacati disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
cacati disse...

Nós gostamos muito do seu livro e estamos muito curiosos pra conhecer o final da história do Policarpo.
David - 3º ano - Prof. Sandra Helena Tertuliano - E. M. Prof. Darcília Guimarães - Cataguases


Eu gostei muito dos desenhos e o que eu mais gostei foi o da página em que um homem carrega um burro nas costas.
Jonathan - 3º ano - Prof. Sandra Helena Tertuliano - E. M. Prof. Darcília Guimarães - Cataguases

Vanilse Santos disse...

Professora Vanilse:
Oi Renatta!! Fiquei tão curiosa pra saber o final da história a Cidade do Casamento, que procurei por ele na internet pra ver se tinha o final...Aluna Anerelisy, 3° ano da Escola Municipal "Rotary" - Leopoldina

Proler Administração 2013 disse...

Olá Renata
Os alunos da Escola M. Rotary estão ansiosos com a sua chegada!

Proler Administração 2013 disse...

As lindas gaivotas a voar
E os passarinhos a cantar.
As crianças começam a brincar.
E os mais velhos começam a prozear
Então, Renatta, benha logo nos visitar!
Victor do 4º ano da Escola Municipal Rotary

Proler Administração 2013 disse...

Renattinha, Renattinha,
Você é muito espertinha,
criou um livrinho muito bonitinho.
Me conte o final para a historinha ficar mais legal.
Vem , vem, vem, pro Rotary vem !
Tayná 4º ano da Escola Municipal Rotary

Proler Administração 2013 disse...

Renatta querida,
Esperamos você no Rotary!
Ansiosamente,
Terá,
também,
Alegria na mente.
4º e5º anos
Escola Municipal Rotary

Proler Administração 2013 disse...

Renatta estou ansiosa com a sua chegada.
Você parece ser muito, muito linda, igual a uma margarida.
O sol está tão amarelo e seu rosto tão bela.
Tudo de bom. Espero sua chegada então.
Beijos da Emilly
5º ano da Escola M. Rotary

Proler Administração 2013 disse...

Olá Renatta prazer.
Meu nome é Ian e estou muito doido pra te ver e saber o final da história A Cidade do Casamento.
Beijos
Ian 5º ano da Escola Municipal Rotary

Proler Administração 2013 disse...

Renatta eu estou muito ansiosa para te conhecer e super empolgada para saber o final da história A cidade do Casamento.
beijos
Aneliz 5º ano da Escola Municipal Rotary

Proler Administração 2013 disse...

Oi Renatta.
O dia está cheio de flor,
parecendo um licor.
Hoje está muito azul,
parecendo um Sul.
Hoje está cheio de cor,
parecendo um amor.
Essa foi minha poesia pra você!
Beijos, Renatta
Maria Clara de Souza da Escola Municipal Rotary

Proler Administração 2013 disse...

Olá Renatta!
Eu sou a Larissa e estou doida para você terminar de contar o final da história A cidade do casamento.
Beijos da Larissa do 5º ano da Escola Municipal Rotary

Proler Administração 2013 disse...

Oi Renatta , meu nome é Ibson e estou doido para você vir no Rotary nos contar o final da história A cidade do Casamento.
Tchau, fique bem.
Escola M. Rotary

Proler Administração 2013 disse...

Olá Renatta, eu sou o Miguel e estou falando da Escola M. Rotary.
EStou te esperando para contar o final da história do forasteiro.
Venha logo, logo !
Beijos

Proler Administração 2013 disse...

Meu nome é Juliano e estudo na Escola M. Rotary no 3º ano da professora Vanilse.Estou curioso para saber o final d história.

Proler Administração 2013 disse...

Oi Renatta eu me chamo Kauã, tenho 9 anos e estou curioso para saber o final da história. Eu estou gostando muito das atividades.
Escola Municipal Rotary

Proler Administração 2013 disse...

Oi Renatta! Sou o Gabriel da Escola Municipal Rotary , tenho 08 anos. Estou curioso para ver se o forateiro vai acertar tudo na cidade do Casamento. Eu estou adorando a história.

Proler Administração 2013 disse...

Oi Renatta! Meu nome é Charlie da Escola Municipal Rotary de Leopoldina.
Gostei muito de ouvir um pouco da sua história. Estou no 3º ano da professora Vanilse.
Beijos até lá!

Proler Administração 2013 disse...

Oi Renatta!
Me chamo Andrelisy , tenho 9 anos e estou curiosa para saber o final da história. Eu estou amando o projeto Escrevendo com o Escritor! Muito legal! Adorei!
Beijos
Escola M. Rotary 3º ano

Proler Administração 2013 disse...

Oi Renatta,
Sou a Lislane, tenho 8 anos. O que o forateiro fez com os homens brigões da cidade do casamento?
Estou curiosa!
Beijos

Proler Administração 2013 disse...

Oi Renatta Barbosa.
Nós estamos te esperando para você ver o final da história que fizemos . Ficou legal! Você vai gostar!
Alunos do 1º e 2º anos da Escola Municipal Rotary

Proler Administração 2013 disse...

Renatta, Estamos te esperando aqui na nossa Escola Municipal Rotary.
Beijos dos alunos do 1º período da Tia Érika e 2º período d Tia Vanderly.

Renatta Barbosa disse...

Olá, pessoal,

Vocês são muito inteligentes e criativos os finais que vocês criaram para o desafio do Policarpo ficaram muuuuuuuuito interessantes! Amei todos!!!

Estou muito feliz com tudo que estou acompanhando! Quero muito conhecer vocês, conversar, contar histórias e criar novas histórias também!

Estarei cheia de surpresas!!

Um grande beijo,
Renatta Barbosa (Renatta com 2 Ts)

Érika Beatriz disse...

Olá Renata!! As crianças adoraram o livro "A Cidade do Casamento" e estão ansiosas para conhecê-la.Até 19/11 , beijinhos Professora Érika Beatriz E. M .Rotary

Proler Administração 2013 disse...

Boa tarde Renatta!
É um privilégio muito grande receber você na nossa Escola. Todos estão encantados com o projeto e estamos ansiosos com a sua chegada! Tudo está sendo preparado com muito carinho, para fazer desta manhã do dia 19 uma manhã encantadora.
Um carinhoso e fraterno abraço.
Cintia Andries
Diretora

Proler Administração 2013 disse...

Olá Renatta!
Os alunos do maternal da Tia Patrícia e Tia Lucinha estão super curiosos para conhecer você! Acharam você muito bela igual a uma princesa.
Estamos aguardando a sua visita.
Beijos
Tia Patrícia