10 novembro 2012

Lalau está com saudades de vocês, meninos!


Quero, mais uma vez, agradecer o carinho, atenção, os presentes e os momentos tão legais que passei em Cataguases. Foram 3 dias inesquecíveis! Gostei de tudo: o teatro, as bailarinas, os poemas no blog, o show de street dance, o entusiasmo das crianças e, até mesmo, o calorzão que fez na cidade. Espero que todos vocês tenham muita saúde, felicidade e poesia pela vida inteira!  E que o projeto Escrevendo com Escritor continue pra sempre!

Beijos e abraços 

Lalau

01 novembro 2012

Recadinho do Lalau


Oi, Andrea, tudo bem?

Voltei de Kombi, voltei de avião, voltei de ônibus, voltei de táxi! Foram 7 horas e meia de viagem. Tudo o que aconteceu aí em Cataguases valeu a pena. Jamais esquecerei essa experiência e a amizade do pessoal do Instituto. Agradeço, mais uma vez, a sua atenção, cuidado e carinho comigo. Espero que, assim como eu, todos que participaram das atividades tenham gostado e se divertido.

Beijo
Lalau

Encontro com Lalau

Foi assim

Professoras perguntadeiras
Era tanta curiosidade
Que até pareciam
Meninas de pouca idade

Duzentas crianças pela manhã
Duzentas à tarde
Todas querendo saber
Se Lalau era de verdade

Bailarinas cor de rosas
Envoltas em seus tutus
Dançavam todas pomposas
A canção do urubu

A emoção foi sem igual
Quando meninos dançarinos
Apresentaram sorrindo
A canção do pica-pau

Teatro de bonecos
Com bichos pra lá de espertos
Era tanta a magia
Que faziam até poesia

A última árvore do mundo
Em questão de segundos
Deixou de ser sozinha
Porque encontrou 400 amiguinhas

Foi assim
Felicidade pra você
Felicidade pra mim

31 outubro 2012

Presente do Lalau para Cataguases

Em Cataguases

Fui de táxi
Fui de ônibus,
Fui de avião,
Fui de kombi.

Andei no asfalto,
Andei no céu,
Andei no sol,
Andei na chuva.

Enfim,
Em Cataguases.

Onde vi
Do que crianças
E livros
São capazes.


Lalau


15 outubro 2012

Lobo Guará


Bicho com pelo bonito
É nosso lobo guará
Tem fama de perigoso
Mas não devemos nos preocupar

Com seus dentes afiados
Sai à noite pra caçar
É parte da fauna
Com amor vamos preservar

Deixe ele viver nas matas
Do nosso querido Brasil
Proteger a nossa fauna
É nossa obrigação

Leonam Fernando Braga Costa
E.M. Monsenhor Solindo

Papagaio



Na bandeira do Brasil
A cor do papagaio está
Cuide desta riqueza
Vamos aprender preservar
Para termos estas cores lindas
Por nosso céu voar.

Gabriel Ramos Coelho
E.M. Monsenhor Solindo

Cobra Coral



 Ela é branca preta e vermelha
Bicho bonito sem igual
Conhecida por coral

Ela não anda, rasteja.
Necessita preservação
Riqueza de nossa natureza
Beleza de nossa nação

Não é verde nem amarela
Nem azul anil
Mas é uma riqueza
Do nosso querido Brasil

Pamela
E.M. Monsenhor Solindo

Onça Pintada



Bonita assim
Nunca se viu
Estou falando da onça
Do nosso querido Brasil

Ela é amarela e preta
Todinha, todinha pintada.
É um bicho tão bonito
Que parece encantada

Às vezes é procurada
Pelo homem sacrificada
Destruindo a riqueza
De nossa terra adorada

Vitória Lemos
E.M. Monsenhor Solindo

09 outubro 2012

Papagaio



Papagaio, ave linda e muito interessante.
Vive pelas matas, é capaz de falar.
Voa por todos os cantos da natureza
Penas verdes como as matas do nosso Brasil.
Homem deixe-me viver em liberdade
Cuide bem de mim.
Não me prenda para ter toda minha beleza
Sou do Brasil.
Sou sua riqueza.

Eyshila Amorim - 5º ano
Prof.: Maria Filomena
E. M.Monsenhor Solindo

Serpente



Bicho interessante
É a serpente do nosso país
Rastejando pelas matas
Deslizando seu corpo fino e com escamas
Viajando lá vou eu
Sou venenosa, sou perigosa.
Mas me deixe viver.
Felicidade pelas matas eu quero ter.
Sou verde, amarela e azul anil.
Sou parte da fauna do nosso querido Brasil.

Vinícius de Almeida Garcia Silva - 5º ano
Prof.: Maria Filomena
E. M.Monsenhor Solindo

Oncinhas Pintadinhas



 Pelos amarelos como sol.
Pintas negras como a escuridão
Sou onça pintada
Orgulho da fauna de nossa nação
Temida pelo homem
Sofrida por ele também
Quem sem amor no coração
Caça sem respeito
Homem, este é seu defeito.
Preservação: faça desta palavra a nossa canção.


Ana Karolina Alves Teixeira -5º ano
Prof.: Maria Filomena
E. M.Monsenhor Solindo

Mico Leão Dourado



Pulando de galho em galho
Já vou eu pela mata afora
Mico Leão Dourado
Bicho interessante e bonito
Pelos dourados, bonito como sol.
Homem não me prenda
Quero viver nas matas com felicidade
Sou das árvores, da natureza.
Não sou bicho da cidade.

Ana Luiza da Silva Alves - 5º ano
Prof.: Maria Filomena
E. M.Monsenhor Solindo 

02 outubro 2012

Mais um recadinho do Lalau!


Pessoal, estou muito feliz e emocionado com a participação de vocês. Os poemas e as mensagens a favor da preservação estão incríveis! Vejo que vocês sabem muito bem o quanto é importante cuidar da natureza. E vejo também que vocês entenderam que não importa se o bicho é bonito, colorido, feio ou fedidinho: todos têm um papel importante na nossa vida. Parabéns a todos! E espero que mais gente escreva aqui no blog. Muito obrigado!

Beijos e abraços!
Lalau

01 outubro 2012

Eleições no Instituto Francisca de Souza Peixoto


Queridos alunos!

Já que estamos em ritmo de eleição, resolvemos promover uma aqui no Instituto Francisca de Souza Peixoto também. Temos os nossos próprios candidatos. Eles foram escolhidos depois de muita disputa entre os partidos, e coligações foram formadas na esperança de um futuro melhor para o nosso Mundo. Todos são originários da fauna brasileira e tivemos ajuda do nosso amigo Lalau para escolhê-los, porque usamos o livro “Bem Brasileirinhos” para nos inspirar.

Vou colocar os candidatos com seus slogans de campanha aqui no “Escrevendo com o Escritor” para que realizem suas escolhas, mas não a façam somente por terem uma “carinha bonita” ou um slogan “maneiro”. Façam uma pesquisa na internet sobre a vida dos candidatos, conversem com seus amigos, pais, professores, familiares, para optarem pelo melhor e mais confiável.

A votação aqui, acontecerá entre os dias 22 e 26 de Outubro, semana que antecede a vinda do Lalau a Cataguases. Conheceremos o vencedor no dia 30 de Outubro, quando também conheceremos pessoalmente nosso amigo Lalau.

Podem começar a pensar qual a melhor opção.
Beijinho!
Andrea 

Chapa 5 - Tatu e Urubu-Rei


Chapa 4 - Lagartixa-da-Areia e Cuxiú-de-nariz-branco


Chapa 3 - Boto Cor-de-Rosa e Jaguatirica


Chapa 2 - Caburé-de-Pernambuco e Tuco-Tuco


Chapa 1 - Águia-Cinzenta e Mero


27 setembro 2012

Pois eu queria ser um gambá



Pois eu queria ser um gambá.
Rolar uns peidos pelo ar.
Viver livre pela natureza
deste meu lindo Brasil...
E se o caçador chegar perto de mim...
Ah! Deixa comigo!
Eu vou soltar um pudim...
Comigo é assim...

João Victor Pussente Freitas 3º ano
Profª.: Rô – Escola Florescer

Eu queria ser um canarinho da terra



Eu queria ser um canarinho da terra
ser amarelinho, ter penas muito lindas.
Viver na natureza e ter amor com os
animais.
Ser livre,
Conhecer amigos legais.
Cantar, amar e muito cantar!

Maria Eduarda Schelb - 3º ano
Profª: Rô – Escola Florescer

Eu queria ser uma borboleta



Eu queria ser uma linda borboleta
para voar prá lá e prá cá...
Ter cores vibrantes, ser amiga do elefante

Voar de flor em flor
sugar o néctar com amor

Com a natureza me importar,
pois eu posso ajudar
no nascimento de toda flor.

Clara de Sousa Marques - 3º ano
Profª.: Rô – Escola Florescer

Eu queria ser um peixe




Eu queria ser um peixe
Para nadar no fundo do mar
Ter cores brilhantes
Para muitos conquistar.
Pois a maior riqueza do mundo
é o respeito à natureza.
Então, meu amigo, saiba preservar!
Assim vou seguindo...é só nadar, nadar e nadar!


Ênio Albino de Souza 3º ano
Profª.: Rô – Escola Florescer

26 setembro 2012

Tamanduá-mirim



Cabeça afinalada,
boca longa com formato tubular
Bicho solitário
Usado pelos índios para bichos espantar

Sem o respeito do homem
sua vida acabará
Pois com as queimadas constantes
Sua fonte de alimento não poderá encontrar.

Gabriel Ferreira de Oliveira - 4º ano
Profª.  Cristina Nascimento
Escola Florescer

Onça Pintada



Sou onça pintada
Nativa do Brasil
Vivo na mata fechada
Tenho pintas...quase mil.

Com a preservação da natureza
Fico tranquilo e feliz
Vivendo com certeza
Livre no meu país. 


Marcus Vinícius de Abreu Valle Filho - 4º ano
Profª. Cristina Nascimento
Escola Florescer

Jaguatirica



Oh! Caçador da mata, eu lhe peço,
não leve a  minha casa,
não leve a minha família,
não leve meus amigos.

Oh! Caçador da mata,
tenha respeito pela natureza,
assim sendo ela lhe retribuirá
com um presente...
Um futuro melhor!


Emília Guilhermina de Paula Fonseca - 4º ano
Profª.  Cristina Nascimento
Escola Florescer

Mico-Leão-Dourado



Eu sou o mico-leão-dourado
e gosto de ser respeitado
e não maltratado.

Quero preservação
da minha espécie e
ficaria muito feliz se eu ficasse na natureza...


Lucas Mendes de Castro Chagas – 4º ano
Profª.  Cristina Nascimento
Escola Florescer

Se eu fosse uma Jaguatirica



Ah se eu pudesse ser uma jaguatirica
Ia dormir o dia inteiro
Para caçar a tardezinha
Ou então de manhã bem cedo

Sei que a minha pele vale muito dinheiro
Mas peço aos homens que tenham respeito
Que parem com a caça e de vender o meu pelo.

Sou muito rápida
Mas não tanto quanto o guepardo
Gosto de correr no campo
Onde minha família está me esperando

Sou animal exótico
E não bicho de criação
Mas querem me vender
Como animalzinho de estimação

Tenho orgulho de ser
Uma riqueza verdadeira
Vivendo feliz em liberdade
Embelezo a fauna brasileira.


Vitória Borges -9º ano
Profª Deise e Cacate
E. M. Antonio Ribeiro Barroso - IDAIC

24 setembro 2012

Eu queria ser um bicho



Uma espécie rara e muito elegante
Fique ligado, pois não se trata de elefante.
Quer saber de quem falo?
Falo da onça pintada
Aquela que os homens jamais deveriam
Ter como objetivo de sua caçada.
Amarela com pintinhas pretas com toda
Elegância a passear pela floresta
Junta multidões que às vezes parece
Ser até festa
É atração para turistas e todos que 
Passam, pois sim, devemos admirar.
E preservar, nossas riquezas.
São as maravilhas da nossa natureza.


Yngrid - 5º ano
Profª Genoveva - E.E. Professor Quaresma

Eu queria ser Arara-Azul

Um azul lindo no céu, suas penas brilhando.
Na imensidão do céu, se aponta.
Um azul mais forte nos encanta.

Sou uma ave rara no ar
A arara azul do Brasil

Voando e posando na nossa querida Amazônia
Ou nas matas de Mato Grosso do Sul

Minhas asas grandes e azuis
Bonita por natureza
Da mais pura beleza
É assim arara azul
É assim que sempre quero ser
Respeitada e admirada
Só tenho a agradecer a Deus por ter sido gentil
Por escolher minha morada...
Nosso lindo Brasil!!!


Ana Carolina
5º ano - Profª Genoveva
E.E. Professor Quaresma


Queria ser uma arara azul,
E voar como o Blu.

Morar na floresta,
E fazer a festa.

Brincar com os animais,
E viver em paz.

Queria na floresta sorrir,
Mas só se o desmatamento  parasse de progredir.

Chamar meus amigos bichos
E viver uma vida em paz
Num Brasil lindo
Para que todos não deixem de existir.


Karina
5º ano  - Profª Genoveva
E.E. Professor Quaresma





Escolhi esse bicho
Porque ele é esperto,
Bem bonito,
Vive na floresta
E não para quieto.

Muitas e muitas penas. De linda cor azulada
De dois pezinhos com dedinho,
Marronzinhos bem magrinhos,
É uma fêmea 
Bem arrumada.

E sempre em suas vidas,
Nada queira queimar,
Porque sem moradia,
A arara-azul vai ficar!

Gostaria de pedir,
Aos homens desse planeta
Que não cortassem as árvores,
Dessem a ela: amor, carinho e muito respeito.

Karine Lima Soares
Prof ª Wilma - 5º ano
E. E. Guido Marlière

Eu queria ser Mico Leão Dourado




Queria ser um mico
Porque ele é lindo, fofo e engraçado.
Viver na floresta agradável e lindo lugar.
E entre o verde morar.
Ter alegria na vida e
Pulos dar sem parar.

Queria ter lindos pelos
Coloridos, bem dourados.
Para encantar toda a gente
E fazê-las dar risadas
Lá de longe, bem distante.

Gostaria de dizer aos homens:
Nas árvores, jamais tocar!
Nem para arrancar suas folhas
Muito menos desmatar,
Somente preservar a vida,
E muito amor e respeito espalhar.

Thais Aparecida Silva Souza
Profª Wilma - 5º ano
E. E.Guido Marlière

21 setembro 2012

Lalau lê os poemas "Infância 1" e "Infância 2"

Onça Pintada



Sou a onça pintada,
E sou muito amada.

Sou uma beleza,
E moro na natureza.

Não sou gente,
Mas sou inteligente.

Sou especial,
E muito legal.

Não queria que me matassem
E sim que me amassem.

A cor do meu pelo é
Preto e amarelo
Mas não é caramelo.

Sou um animal do Brasil,
E por isso sou nota mil.

Maria Eduarda - 5º ano
Prof ª Genoveva - E. E. Professor Quaresma

19 setembro 2012

Recadinho do Lalau


Oi, pessoal de Cataguases! Muito obrigado pelos elogios e carinho de todos vocês. Também estou ansioso para conhecê-los pessoalmente!

Beijos e abraços

Lalau

Eu queria ser um tubarão




Sou um tubarão
Estou sempre a devorar peixinhos
Tenho medo dos pescadores
Que matam os golfinhos

Lucas Martins Lima Batista
4º ano - Profª Joana
E. E. Guido Marlière

Eu queria ser um macaco

Macaco Prego


Sou um macaco
Vivo na floresta Amazônica
Minha espécie está em extinção
Às vezes me sinto sozinho
Os caçadores estão a minha procura
Querem me matar
Sou esperto e me escondo na floresta
Preciso de ajuda
Você pode colaborar?

Esloan Alves dos Santos
4º ano - Profª Joana
E. E.Guido Marlière

Eu queria ser um peixe



Peixe Papagaio

Sou um peixe
Vivo no Oceano Pacifico
Tenho o corpo coberto de escama
Não gosto de viver em aquário
Meu amigo é o golfinho
Sinto medo de ser devorado pelo tubarão
Minhas cores enfeitam o oceano
Lá vivo bem feliz

Wend Ferreira Rosa
4º ano - Profª Joana
Escola Estadual Guido Marlière

Queria ser um jacaré-de-papo-amarelo





Sou o jacaré-de-papo-amarelo

Vivo no pantanal
Sei que sou feroz
Mas tenho medo dos caçadores
Que querem pegar meu couro
Junto com meus amigos jacarés
As piranhas vivo a devorar.

Luan Emiliano Quintino
4º ano - Profª Joana
E. E. Guido Marlière

Gostaria de se a Arara Azul


Penso que o Brasil
É cheio de beleza
Sou a Arara Azul
Enfeito a natureza!

Vivo nas matas
Como sementes de Pinhão, 
Peço por favor,
A minha preservação

Minha vida corre risco
Se faltar amor e respeito
Não vai ter jeito
Meu apelo será em vão!

Felicidade é sentir
Aqui sempre vou viver
Se você me prometer
Sempre vai me proteger.

Flávio Célio de Oliveira Junior
Profª Selma - 5º ano
E. E. Guido Marlière

18 setembro 2012

Eu queria ser um Bicho



Eu sou um bicho
Um bicho inteligente
E conquisto muita gente

Vivo na Floresta Amazônica
Sou todo peludinho
Faço parte da riqueza do Brasil 
Por isso quero ser respeitado
E mereço ser amado

Eu sou o Mico Leão Dourado
Peço a todas as pessoas
Que protejam a natureza
Porque nela há muita beleza

Alunos do 5º ano
Profª Genoveva
Escola Estadual Guido Marlière

17 setembro 2012

Eu queria ser uma ararinha azul anil.



Para voar pelas florestas do meu lindo Brasil
A arara azul, com suas penas azul anil,
Fica no topo das árvores e representa
Muito bem as riquezas da nossa natureza.
Aos seres humanos eu faria um pedido:
- Não maltratem os animais!
- Não destruam a natureza!
Preservem a ararinha azul que é
De rara beleza!


Alunos do 5º ano - Prof. Edilena
Escola Estadual Guido Marlière

Eu queria ser uma onça pintada



A onça pintada representa a mata brasileira, 
Fazendo dela uma floresta sem fronteira.
Para a onça não há barreiras,
Pois ela é forte e não liga para besteiras. 

A onça é um animal valente 
Mas às vezes tem medo de gente.  
O caçador é um mostro em sua mente 
Porque  caça seus parentes.

Pode parecer que ela vive só com rancor, 
Mas por dentro ela também sente amor. 
Ela também pode ser sensível, 
Mas quando a magoam ela sente muita dor.

Camila, Sophia e Luiza


Eu queria ser um passarinho

Periquito

Para ver os ninhos cheios de ovinhos. 
Onde nascem os filhotinhos cheios de peninhas verdinhas. 
 No Brasil há tantas NATUREZAS verdinhas, amarelinhas e até rosinhas.
 Estas espécies são tão fofinhas. 
Eu só queria que os homens não roubassem nossos ovinhos, 
Quando eles fazem isto eles são tão maldosos. 
Mas a gente tem que agradecer a nossa pequena vida,
 Pois dentro  dela  pode ter algo maior ainda.   

Helena Faria Mucci e Ana Clara de Oliveira Dalforne

Prof. Edleusa
Colégio de Aplicação CAP

10 setembro 2012

Desafio do Lalau

Olá, meninada! Aqui está meu desafio para vocês escreverem. Vocês deverão seguir as seguintes regrinhas:
Tatu Bola

Tema: "EU QUERIA SER UM BICHO!"

1 – Só vale escolher bicho do Brasil;
2 - Tem que dizer por que escolheu esse bicho;
3 – Dizer onde vive o bicho (floresta, rio, mar, etc.);
4 – Descrever o bicho (pelo, pena, cor, quantas patas, macho, fêmea, etc.);
5 – Dizer o que gostaria que os homens fizessem de bom para você/bicho;
6 – usar pelo menos duas das seguintes palavras-chave: Natureza,Vida, Preservação, Amor, Respeito, Felicidade, Riqueza, Brasil;
7 – De preferência, escrever um poema.

Quero ver quem será o primeiro a escrever!!

Beijos do Lalau

19 agosto 2012

Conheçam o Lalau!

Ei, pessoal!

O escritor que escreverá conosco este semestre é o Lalau. Ele nasceu e mora em São Paulo. Vamos ler seus livros e conhecer tudo da vida dele antes de começar nossas histórias. Peguei no site do Museu da Pessoa as informações abaixo, mas vocês devem visitá-lo para saber mais sobre o Lalau. Tem umas fotos muito legais de quando ele era pequeno e jogava futebol. Vale a pena dar uma conferida!

O vídeo que coloquei para vocês é da Revista Nova Escola e tenho certeza que irão adorar vê-lo falar sobre como escreve os livros que leremos em breve.

Vamos começar? !
Beijinho!
Andrea



Quem conhece os livros de Lalau, todos ilustrados pela sua fiel parceira Laurabeatriz, deve pensar que sempre teve preocupação enorme com a natureza. Afinal, boa parte dos seus livros fala de bichos, e muitos são ecologicamente corretos. Mas para a surpresa do leitor, Lalau também já gostou de ler sobre grandes caçadas.

Em sua defesa, diz que era criança, naquela época a preocupação com o meio ambiente era menos vigorosa, e não se interessava pela matança e desmatamento que os personagens provocavam, porque gostava mesmo era da aventura. Simplesmente gostava da ação, da descoberta, do mistério, das grandes narrativas heróicas dos personagens de um dos seus livros preferidos, Três Escoteiros em Férias no Rio Paraguai. O futuro autor não queria agredir a natureza, apenas ler e se divertir.

Ainda antes de ser o autor preferido de toda a fauna ameaçada do mundo, antes de publicar livros como Boniteza Silvestre ou Brasileirinhos – Poesia para os Bichos Mais Especiais da Nossa Fauna, o menino vidrado nas caçadas dos escoteiros seguiu a carreira publicitária. Trabalhou para algumas agências de São Paulo, e lá aprendeu a escrever um texto mais direto, simples, conciso, pronto para as crianças.

Quando a vida parecia caminhar definitivamente para o ramo publicitário, resolveu dar uma chance aos textos que estavam guardados na gaveta. Reuniu alguns poemas e os colocou debaixo da porta (debaixo da porta mesmo, não é força de expressão) do poeta José Paulo Paes, que não somente gostou, como também os enviou para a editora Companhia das Letrinhas. 
         
Quando José Paulo Paes retomou o contato com o autor iniciante, o primeiro livro de Lalau já estava em produção. Lançou então Bem-te-vi; depois veio Girassóis; em seguida, Fora da Gaiola... e ainda outros tantos que completam uma obra de poesias leves e musicais, e muitas vezes atentas aos problemas do meio ambiente.

06 junho 2012

Tempestade de Alegria


“Que bagunça é esta?” Pensavam os adultos desavisados que subiam as escadas que dão acesso ao Teatro dos Vicentinos, cenário do 16º encontro com escritor. Mas não era bagunça, não! Era combinação! 

Gritos de alegria e de saudação foi a maneira que a meninada, liderados por suas professoras, encontraram para demonstrar todo o sentimento que os tomava, com a presença de pessoas tão queridas.

Mas antes desta combinação eles tiveram outras atividades. Leram, escreveram, dançaram, desenharam. Tudo para agradar os autores dos Pingos, que tanto encantamento trazem para as vidas de pequenos leitores, já há um tempão. E não foram “Pingos”, foi uma tempestade de alegria que invadiu os corações dos leitores de Mary e Eliardo França no Escrevendo com o Escritor 2012.
Depois desta bagunça toda, Mary pode contar sua história: falou dos estudos, do namoro com Eliardo, dos inúmeros livros que ela escreveu e Eliardo ilustrou, dos filhos, das viagens. Olhos atentos e admirados grudaram nela. Mary “calou” aproximadamente 600 boquinhas ávidas à tagarelice. Tudo se justifica pela emocionante sensação que é saber um pouquinho mais sobre aqueles de quem gostamos. 

E o Eliardo? Ele desenhou! Lindamente! Alguns de nós tivemos o privilégio de ficar com este mimo. 
Poesias, presentes, música e dança deram o toque de emoção.

O Teatro? Ah!!! Pura palhaçada!!! E aprendizado!!! Um rei que achava que podia tudo, de repente descobre que não tem nada, para depois de muitos apertos redescobrir que pode ter tudo se souber conviver com a natureza harmoniosamente.

Mary e Eliardo reinarão em nossos corações eternamente. São agora nossos amigos! E amigo é assim!

Andrea Toledo.



01 junho 2012

Planeta Terra, nossa casa


O verde está aqui na minha casa.
Na minha varanda tem um lindo jardim de garrafas pet para enfeitá-la.
Na minha copa as cadeiras são de pet. O meu quarto é todo enfeitado de sacolas plásticas. No meu guarda-roupa os puxadores têm enfeites feitos de garrafas pet.
Agora quando eu comecei a cuidar do Planeta Terra eu vi os pássaros voarem no céu, os rios de águas transparentes.
Terra, você nunca vai acabar.
Nós vamos cuidar de você.

Marcos Vinícius de Almeida Garcia Silva – 5º Ano
Prof. Filomena – E. M.Monsenhor Solindo.

30 maio 2012

Terra, nossa casa


Eu queria mudar,
Eu queria mudar!
O meio ambiente e Terra salvar.
Pois aqui é minha casa,
É meu belo lar!

Primeiro começar
A não jogar lixo no mar,
Em segundo lugar,
Eu vou te falar,
Não jogar lixo nas ruas
E as crianças educar!

Em terceiro lugar
Vamos combinar
Cuidar dos animais
E a vida respeitar...

Para terminar
Uma mensagem vou deixar,
A terra é nossa casa,
Por isso vamos preservar!


Bruno Da Silva, Jéssica Da Silva, Lorran de Jesus - 6º ano
Porfª: Daise e Cacate - E. M. Antônio Ribeiro Barroso

29 maio 2012

Nossa Casa, o Planeta Terra!


Como eu vejo o planeta Terra.
De longe ele é assim: azul e lindo!
E é aqui que moramos.
Nós e nossos filhos um dia.
E os filhos dos nossos filhos.
Há muito tempo que o homem vem tentando conhecer melhor o universo. Nesta busca são usados telescópios cada vez mais poderosos, foguetes capazes de ir cada vez mais longe e antenas cada vez mais aperfeiçoadas.
Mas por enquanto, não se conhece no universo inteirinho um planeta como este.
Onde haja ar, onde haja água, onde há vida!
Mas para que a Terra continue a nos dar tudo aquilo que precisamos para viver, temos que cuidar dela como cuidamos de nossa própria casa. Melhor ainda, pois da nossa casa nós podemos mudar, da Terra não.

Vanusa Proêncio Rezende - 5º ano
Profª Ângela - E.M. Monsenhor Solindo

Nossa Casa, o Planeta Terra!


Devemos cuidar do planeta, não jogando lixo nos rios, não fazendo queimadas. Em nossa casa, cuidamos dela com muito carinho, gostamos que tudo fique no lugar e bem limpinho e cheiroso, assim é o nosso planeta, ele não gosta do modo como o homem o trata, derrubando árvores, jogando pneu velho nas águas e acabando com a camada de ozônio, que com isso esta afetando a temperatura, o chamado efeito estufa. Não podemos dar as costas ao planeta Terra, ele pede socorro, precisa de ajuda, carinho e muita atenção, assim como nossa casa precisa de organização, carinho e dedicação.
O planeta Terra é nossa vida, assim como nossa casa nosso refugio.

Victória Rocha Gonçalves  -5º ano
Profª Ângela - E.M. Monsenhor Solindo

Nossa Casa, o Planeta Terra!


O planeta é um bem muito precioso, que as pessoas estão destruindo. Com o desmatamento, a poluição, com o lixo nos rios o planeta vai sendo prejudicado, se as pessoas não cuidarem ele pode acabar.
O planeta é como nossa casa onde moramos e devemos cuidar não sujando, não poluindo, não jogando lixo nos rios, não desmatando.
Se você quer viver em um planeta limpo, preserve-o, pois a poluição só vai nos prejudicar.

Yan Felipe Nunes Ladeira - 5º ano
Profª Ângela - E.M. Monsenhor Solindo

Nossa Casa, o Planeta Terra!


O planeta Terra pede socorro, não suporta mais tanta poluição.
Ele é a nossa casa e é preciso respeitá-lo tratando-o com amor.
Há muitas coisas que podem ser feitas para ajudá-lo, mas se não agirmos rápido ele não vai suportar.
A mídia incentiva o consumismo dizendo o tempo todo que é preciso comprar, só que quanto mais se compra, mais lixo se produz e mais florestas são desmatadas. É tempo de se  conscientizar e comprar somente o necessário.
Todos devem entrar nessa luta em favor do nosso Planeta. E para ajudar, não devemos colocar fogos nas matas, desperdiçar água, cortar as árvores. Não devemos também jogar lixo nas ruas e nos rios. É importante também reciclar o lixo. As pessoas devem andar mais de bicicleta e a pé e não de carro e moto, pois eles  poluem o ar. E nas fábricas devem colocar filtros nas chaminés, pois elas também poluem o ar.
Se todos fizerem a sua parte o Planeta não vai acabar.

Thales Felipe Ferreira - 5º ano
Profª Ângela - E.M. Monsenhor Solindo

Nossa casa: O planeta Terra


Vamos começar em nossa casa para melhorar o nosso planeta, não jogar lixo na rua e não jogar também óleo no ralo porque vai para no esgoto e vai matar os peixes, vamos cuidar do nosso redor assim teremos uma planeta melhor.
Victor Hugo Godinho

Vamos ajudar o nosso Planeta, começando na nossa casa.
Eu, Clarisse, posso ajudar o meu Planeta, tomando cuidado para não jogar óleo no esgoto e lixo nos rios e nas ruas...economizando a água.
Olhando lá de casa, eu vejo as pessoas jogando lixo na rua e ficando toda suja isto é muito feio.
Clarisse Lima

Vamos começar a limpar nossa casa, ajudando a mamãe a limpar, a varrer para ficar limpo, temos que ajudar a mãe para ficar cheirosa nossa casa. Que é o nosso Planeta.
Isaque Henriques

Alunos da profª Clébia – 2º Ano
E. E. Guido Marlière

28 maio 2012

Querido Planeta Terra,


Desculpe-nos por jogar lixo no chão, por não reciclar e por tantas vezes não te respeitar. Saiba que nós te amamos e precisamos de você para viver.

Com amor,
              Todos os humanos.


2º ano
Florescer


2º ano - Florescer

Nossa casa, o Planeta Terra!


O Planeta Terra
É lindo demais,
Pena que o homem
Não enxerga isso mais.

Algumas pessoas
Maltratam nossa casa,
Jogam lixo nos rios,
Poluem a natureza,
Destroem toda beleza!

Mas não tem importância,
Ainda dá tempo,
Nós chegamos para cuidar
Do nosso lindo planeta

Vamos proteger nossa casa
Cuidando da natureza
Pois assim seremos felizes,
Com certeza!


João Pedro, Bárbara, Eduarda e Joaquim - 1º ano
Florescer
  




Nossa casa, o planeta terra!

Era uma vez uma menina chamada Beatriz, ela adorava a natureza e os animais, mas estava preocupada com o que estava acontecendo. Ela ouviu uma noticia que o planeta estava sendo destruído pelo homem e ficou muito triste.
Naquele dia, Beatriz dormiu mais cedo e sonhou... sonhou que estava passeando em vários lugares do planeta terra. Ela viu lixo nos rios, o homem cortando árvores, matando animais, desperdiçando água e comida. Eles estavam sendo muito mal educados. Beatriz ficou assustada.
Quando andou mais um pouco, viu várias crianças que queriam cuidar do planeta, então se juntou a elas e saíram para ensinar às pessoas que nós devemos cuidar do nosso  planeta, porque precisamos dele para morar, para viver, ele é a nossa casa. Ensinou também que elas precisam ter educação, pois, assim o planeta será bem melhor.
Ao acordar, Beatriz chamou todos os seus amigos e contou sobre seu sonho. Então, todos resolveram ajudar. O homem ficou bom e educado, o planeta ficou limpo e bonito e todas as pessoas ficaram muito mais felizes!

Maria Clara, Luísa, Sarah, Gabriel
1º ano
Florescer

Nossa Casa, o planeta Terra


Nossa casa o planeta terra
Cheio de festa e alegria
Cheio de cor e magia
E o Senhor sempre iluminando

Adoro minha casa
Mas ela tem muita poluição
E sei que a salvação dele
É a conscientização.

Não destruir nosso planeta é tão bom!

Biatriz Carmo - 4º ano
Profª Wilma - E.E. Guido Marlière

Nossa casa, o planeta Terra

O planeta terra é nossa casa porque vivemos nele. Ele é cheio de pessoas que até hoje não sabem que a poluição está cada vez piorando.
Você já pensou se o planeta Terra fosse uma bola de plástico e de repente caísse sobre um objeto que pudesse perfurá-la? Ela seria esvaziada, iria acabar.
Então, é isso que acontece com o planeta Terra. Está sendo lançado sobre a poluição, pode acabar e isso não pode acontecer! Porque nós sabemos que, se o planeta Terra que é a nossa casa acabar, nós também acabaremos.

Sabrina de Castro Souza - 4º ano
Profª Wilma Oliveira - E. E.  Guido Marlière

Nossa casa, o planeta Terra


Evoluir é o que todos queremos
Para na terra podemos crescer
Se um pouco de vontade todos tivermos
Podemos assim fazer

Existem problemas na terra
Pois somos nós que o causamos
Se os queremos diminuir
Todos temos que contribuir

A água é um bem precioso
Muito mais que um diamante
Apesar de belo para as mulheres
Ela e bem mais importante

A terra já não tem muito tempo
Com o tempo aprendemos a crescer
Pois foi na terra que nascemos
E é nela que desaparecemos.

Thiago Gomes - 4º ano
Profª Wilma - E.E. Guido Marlière

25 maio 2012

Terra, nossa casa!


Sou um pequeno pontinho azul na imensidão do espaço. Sou o planeta Terra.
Há bilhões de anos fui criada. Antes da chegada do ser humano eu era feliz, coberta de vegetação, cheia de animais, com ar puro, águas cristalinas, cheia de paz...
O homem chegou e a destruição começou.
Plantas e animais foram morrendo, o ar ficou cheio de poluição e minhas águas deixaram de ser cristalinas. Deixei de ser feliz...
Tenho esperança de ser como antes, bem feliz. Para isso, preciso que todas as pessoas cuidem bem de mim, pois eu sou a casa onde elas vivem.

Alunos do 4º ano
Prof ª Márcia Henriques
E.E. Guido Marlière

Nossa casa, o planeta Terra


O planeta está tão sujo, pois os homens jogam lixo nas ruas, nos rios e praças.
Se isso não mudar, o nosso planeta vai acabar virando um lixão.
Tudo poderá ser destruído. Nossos rios serão destruídos, nosso ar será poluído e o solo contaminado.
Precisamos cuidar melhor do nosso planeta.
A Terra é nossa e precisa ser bem cuidada, afinal é nosso lar.

Wend Ferreira Rosa - 4º ano
Prof ª Joana - E.E. Guido Marlière

22 maio 2012

Recadinho da Mary e do Eliardo


Queridas, crianças!

Estamos muito satisfeitos com o trabalho desenvolvido por vocês.  Os vídeos e comentários dos alunos de Cataguases, nos emocionam a cada palavra. Incentivar a Leitura e um dos nossos principais compromissos com a sociedade. Obrigado a todos vocês, alunos do município de Cataguases e especialmente aos que produziram e apresentaram este vídeo, ficou muito legal !!!

Beijos carinhosos de Mary e Eliardo França

16 maio 2012

Nossa Casa : O Planeta Terra

O planeta Terra é a nossa casa. ele é lindo!
Quando Deus criou a Terra ele criou os animais que enfeitam nosso mundo, os rios, os frutos das árvores que são deliciosos.
Nós temos que cuidar bem do nosso planeta.
Exemplo:
Não jogar lixo nas ruas nem nos rios, não derrubar as árvores à toa e nem matar animais.
Hoje em dia tem mais de cinquenta bilhões de pessoas. As pessoas estão cortando árvores para fazer casas, edifícios, prédios e ruas.
Vamos parar de matar animais, cortar árvores vamos ajudar nosso Senhor.

Flávio Célio de Oliveira Júnior -  5º ano
Prof:Selma Fortunato de Sousa
E.E”Guido Marlière”